Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por Otília Martel, em 15.05.18

Do Poema

alegria da filhota

 

O problema não é
meter o mundo no poema; alimentá-lo
de luz, planetas, vegetação. Nem
tão-pouco
enriquecê-lo, ornamentá-lo
com palavras delicadas, abertas
ao amor e à morte, ao sol, ao vício,
aos corpos nus dos amantes —
.
o problema é torná-lo habitável, indispensável
a quem seja mais pobre, a quem esteja
mais só
do que as palavras
acompanhadas
no poema.
.
"Do Poema", de Casimiro de Brito,

in "Canto Adolescente"

🌻
.

Imagem: Composição de plantas, oferta da minha filhota.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De Graça Pires a 21.05.2018 às 13:08


Gostei das plantas que a sua filha lhe ofereceu. O Casimiro de Brito é um excelente poeta e foi bom encontrar aqui este poema dele.Uma boa semana, minha querida Amiga. Um beijo.

De Otília Martel a 24.05.2018 às 12:33

Ficou muito bonito o arranjo, realmente. Adoro plantas. Perco muito tempo com elas. Mas faz muito bem.
Muito grata pela presença, querida Poeta e Amiga.  Continuação de boa semana apesar de, nos meus lados, chover e trovejar.
Um beijo de carinho 

De Anónimo a 11.07.2018 às 11:46

Como sempre, a perfeita escolha no tempo. Bjinho. Saudades

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor